Condomínio & etc.




34 - JUL AGO SET 2007


» MEIO AMBIENTE

Recicle seu óleo de cozinha
e preserve o meio ambiente
Vivien Bezerra de Mello


É sabido que o óleo de cozinha é um resíduo que provoca grande impacto no meio ambiente, e a maioria das cidades brasileiras ainda não possui uma forma adequada para o descarte desse material.

O óleo de cozinha também é o responsável por gerar prejuízos às residências (considerando que ele seja o grande causador de entupimento dos encanamentos), além de provocar graves problemas de higiene e mau cheiro.

"Eu realmente não sabia o que fazer com o óleo. Antes eu o jogava no ralo da pia da cozinha, mas sempre ficava com a impressão de estar fazendo algo errado", disse a dona-de-casa Maria das Dores Nascimento, de 64 anos. A dúvida quanto à destinação do óleo de fritura - ou óleo sujo - é mais comum do que se pensa.

Sem informação adequada, o mais comum é o produto ser despejado na pia. Mas, de acordo com ambientalistas, essa prática é altamente poluidora, pois o óleo pode causar prejuízos irreversíveis ao meio ambiente, principalmente aos rios. "Um litro de óleo contamina cerca de 1 milhão de litros de água", alerta André Miragaia, da ONG Vale Verde, de São José dos Campos. Esse volume de água é suficiente para o consumo de uma pessoa durante 14 anos.

Nos rios, a presença do óleo é facilmente perceptível. O óleo flutua sobre a água, já que é mais leve e não se mistura. "O óleo cria uma barreira na superfície que dificulta a entrada de luz e a oxigenação da água, o que compromete a base da cadeia alimentar aquática", explica o ambientalista. A falta de oxigênio, ainda segundo Miragaia, pode exterminar os fitoplânctons, espécie de algas microscópicas.

Indo um pouco mais além e numa dura auto-análise, de nada adianta criticar os responsáveis pela poluição da Baía da Guanabara se nós não fizermos nossa parte.

Atualmente, a dona-de-casa Maria das Dores encontrou uma saída que, segundo ambientalistas, é a mais indicada. "Hoje em dia eu guardo e dou para meu cunhado, que aproveita esse óleo para fazer sabão", conclui. Descartar o óleo inadequadamente na natureza tem ainda um papel importante no aumento do número de enchentes em áreas urbanas, pois causa a impermeabilização do solo.

A mudança de postura da população com relação ao descarte do óleo de cozinha e também a outras atitudes de preservação do meio ambiente passa por um processo de sensibilização e conscientização.

Rede de esgoto

Além de causar mau cheiro, o óleo, quando descartado na pia, aumenta consideravelmente as dificuldades referentes ao tratamento de esgoto. O lançamento de detritos impregnados de gordura na rede de esgotos acaba provocando a incrustação nas paredes da tubulação e a conseqüente obstrução das redes coletoras.

Disque-Óleo - Mobilize seu condomínio em prol do meio ambiente

No Rio de Janeiro, a campanha em prol do meio ambiente vai de vento em popa. Condomínios e restaurantes já vestiram a camisa da reciclagem do óleo: eles armazenam o óleo de cozinha utilizado em garrafas PET e doam ou vendem para usinas de reciclagem, que buscam o óleo onde ele estiver e se encarregam de fazê-los virar sabão ou sabonete.

A Disque-Óleo Vegetal Usado é uma das empresas do Rio de Janeiro que investe na reciclagem do óleo de cozinha. Localizada em Duque de Caxias, a usina trabalha com 30 catadores cadastrados e que são responsáveis pela coleta do óleo vegetal usado nos 1.500 estabelecimentos comerciais e residências credenciados em todo o Rio e Grande Rio.

A Disque-Óleo recicla 80 mil litros de óleo por mês e possui todos os equipamentos necessários para esse processo. A empresa também está dentro dos padrões de funcionamento e de segurança exigidos pela Feema - LO nº FE010179.

Segundo Wallace Sena, diretor da Disque-Óleo, o óleo de cozinha é empregado como matéria-prima para diversas indústrias: saboeiras e de detergentes, de ração animal e até na produção de biodiesel.

Além de investir no meio ambiente, a Disque-Óleo é uma empresa que contribui para a melhora da qualidade de vida de sua comunidade. De acordo com essa missão, criou o Projeto Missões na Bola, uma escolinha de futebol que atende 80 crianças de 5 a 14 anos. Com a ajuda de um professor voluntário, a empresa acredita que a prática esportiva é capaz de transformar a vida das crianças. "Se alguém quiser contribuir e ajudar o Projeto Missões na Bola, basta entrar em contato com a Disque-Óleo e fazer sua doação. As crianças estão sempre precisando de material esportivo, uniformes e todos os tipos de donativo", conclui o diretor.

Disque-Óleo: 2260-3326 e 7827-9446.
www.disqueoleo.com.br

Receita de sabonete: faça você mesmo!

Material:
1 kg de soda cáustica (NaOH);
2 litros de água;
4 litros de óleo de fritura (exceto de peixe);
1 litro de álcool;
5 ml de óleo essencial (caso pretenda que seu sabão fique perfumado);
Elementos decorativos, como ervas aromáticas (camomila), especiarias (cravo, canela), flores secas, conchas, etc.;
Balde;
Colher de pau;
Caixote de madeira forrado com um pano limpo ou formas de silicone, acetato ou recipiente plástico.

Recomendações:
Não utilize óleo da fritura de peixes e frutos do mar;
coe o óleo para separar as impurezas;
mantenha uma distância segura quando efetuar a mistura da água com a soda cáustica e utilize protetores para olhos, nariz e boca, pois o vapor resultante dessa mistura é tóxico.

Procedimento:
Coloque no balde 1 kg de soda cáustica e 2 litros de água quente. Misture com uma colher de pau até diluir totalmente;
Adicione 4 litros de óleo de fritura. Continue mexendo com a colher de pau, durante cerca de 20 minutos;
Acrescente 1 litro de álcool, óleo essencial e elementos decorativos adicionais a gosto;
Misture tudo até obter a consistência de pasta;
Despeje essa mistura num caixote de madeira forrado com um pano limpo ou nas formas pretendidas;
Acomode a pasta no caixote;
Deixe secar totalmente e corte os pedaços de sabão no tamanho desejado;
Embrulhe o sabão em papel-filme.

Fontes: www.valeverde.org.br e www.disqueoleo.com.br












dotzdesign